Fernando Sousa

Personal Fitness Coach


3 comentários

Protocolo para a medição da frequência cardíaca máxima

A Frequência Cardíaca Máxima vai ser medida numa subida prolongada feita a fundo, o valor atingido será o da Frequência Cardíaca Máxima. Para a medir podemos faze-lo de duas formas: 

1ª – Após realizar um aquecimento:

O atleta pega na bicicleta e pedala durante 15’ depois aumenta e diminui a velocidade obrigando a frequência cardíaca a subir e a descer. Volta a pedalar cerca de 5’ em ritmo lento para recuperar e de seguida começa a fazer a subida prolongada (com vários quilómetros), aumentando a velocidade à medida que sobe. O aumento velocidade vai fazer aumentar a frequência cardíaca. Quando não formos capazes de aumentar mais a velocidade teremos o valor da Frequência Cardíaca Máxima, podemos parar de subir. Depois de registar o valor indicado pelo pulsómetro ou mais tarde quem tiver um pulsómetro que permita passar os dados para o computador vai ver no gráfico qual o valor máximo que atingiu. No final do teste devemos pedalar lentamente cerca de 15’ para recuperarmos.

2ª – No meio de um treino:

Quando chegar à subida escolhida (com vários quilómetros), começa a subir, aumentando a velocidade à medida que sobe. O aumento velocidade vai fazer aumentar a frequência cardíaca. Quando não formos capazes de aumentar mais a velocidade teremos o valor da Frequência Cardíaca Máxima, podemos parar de subir. Depois de registar o valor indicado pelo pulsómetro ou mais tarde quem tiver um pulsómetro que permita passar os dados para o computador vai ver no gráfico qual o valor máximo que atingiu. No final do teste devemos pedalar lentamente cerca de 15’ para recuperarmos.

Anúncios